Breaking News

Kanye West é processado pela GAP em $2 milhões após quebra de contrato


Kanye West realizou diversas alterações no prédio em que estava com sua marca Yezzy.

Kanye West foi processado pela Gap Inc. por US$ 2 milhões por quebra de contrato. De acordo com o Radar Online, a marca foi processada pela empresa comercial Art City Center em outubro de 2022 por causa de supostas mudanças feitas em um prédio no centro de Los Angeles por Ye, que estava utilizando o espaço para sua linha de roupas Gap x Yeezy enquanto estava na organização.

Gap iniciou um contrato de arrendamento com o Art City Center em abril de 2021 e a ação terminou em março de 2022. Por documentos judiciais, a empresa disse que pagaria US$ 104.666,67 por mês pelo aluguel e US$ 8.333 pelo estacionamento, mas o acordo afirmava que eles não poderiam fazer alterações no espaço sem aprovação prévia. No entanto, “inúmeras modificações significativas e não aprovadas” foram feitas no edifício.

Capa Kanye West
Foto: Raymond Hall/GC Images

Desde 2022, o Art City Center declarou que são devidos $ 822.000 em danos de retenção que estão aumentando a uma taxa de $164.000 por mês e danos adicionais totalizando $1,5 milhão. Este processo foi aberto depois que Kanye rescindiu a parceria entre Yeezy e Gap devido a uma série de violações de contrato em setembro de 2022. Até agora, a organização negou todas as irregularidades, mas eles acreditam que Kanye deveria pagar os US$ 2 milhões, já que ele quem teria causado os danos.

Em notícias relacionadas, novo corte de cabelo de Kanye West chamou atenção em novas fotos. O fundador da GOOD Music foi visto com essa nova adição na última segunda-feira (15 de maio), em meio a suas aparições públicas cada vez mais frequentes. Poucos dias antes, Yeezy foi visto caminhando por Los Angeles ao lado de sua esposa Bianca Censori, usando proteção no pé que ia até o joelho, acessório normalmente usado para quem faz Muay Thai.

Sem comentários