Subscribe Us

header ads

Sonangol é a nova dona da Unitel depois de compra participação accionista brasileira


Sonangol compra 25% da Oi na Unitel e passa agora a controlar 50% da companhia de telefonia móvel que ocupa 75% da quota de mercado.


A petrolífera nacional controla agora 50% do capital social da operadora de telefonia móvel Unitel com a compra dos 25% que pertenciam à empresa brasileira Oi. Com esta mudança na estrutura accionista, a Sonangol passa a assumir a posição de quase dona da Unitel, de acordo com o comunicado da empresa.
Assim, a nova estrutura accionista da Unitel é composta por Sonangol, através da Mercury (50%), Isabel dos Santos, através da Vidatel (25%) e Leopoldino Fragoso do Nascimento, através da Geni (25%).
A estrutura accionista da Unitel tem estado em volta de muitos desentendimentos nos últimos tempos. A participação da portuguesa Portugal Telecom passou para os brasileiros da Oi em 2014. Com a fusão da PT e a Oi, sem que os accionistas angolanos da operadora fossem tidos ou achados, os brasileiros chegaram a reclamar a expatriação de dividendos da participação accionista da PT que Angola não pôde converter em divisas devido à crise cambial, tendo resultado em diferendo na Câmara Internacional de Comércio de Paris, cuja providência cautelar resultou em pagamento de indemnização e a nomeação de um novo CEO, o português Miguel Geraldes.
Quando a 6 de Janeiro o Negócios noticiou que a Sonagol estava prestes a comprar a posição da Oi, dava conta que a alteração de estratégia da petrolífera angolana era motivada pela deterioração financeira da Unitel e também pelo novo quadro político criado com o arresto dos bens da empresária Isabel dos Santos. “Esta opção conta com o respaldo do Governo angolano, o qual entende que esta é a melhor via para rentabilizar este activo não “core” da Sonangol, permitindo que, no futuro, em caso de venda, proporcione uma receita maior à petrolífera”, escreveu o Jornal de Negócios de Portugal

Publicar um comentário

0 Comentários

Pesquisar neste blogue