O rapper Allen Halloween acabou de anunciar o que todos menos esperavam: o fim da sua carreira como rapper. - PORTAL BWEDSONS

Breaking

Pesquisar neste blogue

O rapper Allen Halloween acabou de anunciar o que todos menos esperavam: o fim da sua carreira como rapper.


O rapper Allen Halloween acabou de anunciar o que todos menos esperavam: o fim da sua carreira como rapper.

A notícia foi divulgada através da sua conta de Instagram, que logo de seguida foi desativada. “Durante anos tentei fazer música e servir a Jeová ao mesmo tempo mas isso… isso sempre foi uma tarefa impossível para mim. Eu amo demais. Não consigo fazer nada por metade”, explicou o rapper num post.
Halloween prossegue a explicação indicando que não se consegue dividir entre a música e a sua religião sendo eficaz em ambos. “Então entendi que nenhum escravo pode servir a dois senhores ao mesmo tempo; ele acabará por se apegar mais a um e desprezar o outro. Eu tenho vindo a desprezar o meu Pai há muito tempo e não o farei mais. Anuncio aqui o fim da carreira de Allen Halloween”.
Aparentemente, a decisão não foi tomada de ânimo leve, sendo algo em que tem “pensado muito. O Halloween morreu. Acabou!”
De recordar que, neste mês de dezembro, o artista tinha acabado de lançar um novo álbum, Unplugueto, e o seu primeiro livro, Livre-Arbítrio, editado pela Lua Eléctrica.
Numa entrevista concedida ao Rimas e Batidas, Halloween deu a entender que estaria também a trabalhar em bandas sonoras para teatro, a pensar em filmes e a lançar uma antologia poética.
Allen Pires Sanhá nasceu na Guiné-Bissau em 1980 e iniciou a sua carreira em 1995, tendo-se tornado num dos pilares da história do hip hop em português. 
Foi um dos fundadores do grupo YK, em 1999, e em 2006 lançou o álbum que o tornou famoso no movimento, Projecto Mary Witch (Sonoterapia)

Sem comentários: